domingo, 16 de janeiro de 2011

Primeira Mesa One-Shot do Dragão Banguela


Fala, cambada!
Há poucos dias eu anunciei a criação de mesas com aventuras curtas (One-Shot) com os leitores do blog que se interessassem.

E ontem rolou a primeira delas, com o sistema 3D&T, usando o cenário de Street Fighter Zero 3...

...

Pois bem, como já fora dito anteriormente a intenção é fazer aventuras curtas sem nenhuma ligação entre si, usando os mais variados sistemas que já apareceram aqui no blog.

Como primeira tentativa usei um sistema extremamente simples, com poucas regras. O resultado foi plenamente satisfatório!

Os personagens que participaram da sessão foram:

  • Dhalsim (flavioelminster);
  • Ryu (Dark Prince, depois substituido por jcwally);
  • Ken (Dart Neto).

A aventura narrada foi O Resgate de Charlie, que acompanhava a edição da Dragão Brasil Especial #7. Os personagens conseguiram resgatar o militar estadunidense, mas em péssimas condições, além de terem sido derrotados em combate (curiosamente, Dhalsim que é o menos combativo não levou dano algum), sendo salvos da morte certa apenas pelo Código de Honra de Sagat.

Para os leitores que quiserem acompanhar como foi a sessão eu disponibilizei o log da aventura para download.

A intençao é fazer novas aventuras com novos jogadores usando sistemas diferentes à cada sessão, por isso vocês podem colaborar dando ideias e sugestões, ou até mesmo se candidatando para narrar.

4SHARED

Aventura One-Shot Dragão Banguela #1


Sobre o Autor:
O OráculoO Oráculo é o segundo em comando no Blog do Dragão Banguela e escreve sobre nerdices em geral no Dimensão X. Mago e Inspetor de Equipamentos nas horas vagas. Mestre na arte marcial Hokuto Shinken.



10 comentários:

  1. Acompanhei uns 50 ou 60% da aventura, achei legal e divertida, eu ri demais quando ambos viram Dhalsim pela primeira vez. Eu me interesso pela próxima aventura dependendo do dia e da hora, assim como minha namorada que também acompanhou parte da aventura ontem... Para mim, o teste foi bem sucedido possibilitando o uso para também o meu blog.

    ResponderExcluir
  2. Eu assisti o começo.
    E estou interessado para participar da próxima...
    Mas eu teria que saber o quando e qual sistema seria pra ver se vou poder participar.
    E também qual o cenário...

    ResponderExcluir
  3. Raphael "Ingroh" Fernandes16 de janeiro de 2011 18:29

    Poo, eu ia jogar ,mas tava rolando meu RPG eu eu nao podia abrir mao D=

    Pois bem, a proxima One shot eu to confirmado!

    ResponderExcluir
  4. Valeu, pessoal que participou ou ficou assistindo!

    Eu tinha receio que a jogatina não desse certo pelo fato de que para mim é mais fácil narrar campanhas com capítulos mais curtos. A mesa virtual fixa de AD&D, por exemplo, tem sessões de aproximadamente duas horas, mas a primeira aventura levou uns três meses para ser concluida.

    A próxima sessão deve rolar dia 29. Eu tinha anunciado no chat que seria uma aventura do RPG Trevas, mas eu tive umas boas ideias para narrar D&D 4e (sério mesmo) e estou pensando em como fazer isso sem recorrer a miniaturas. O programa tem um esquema de mapas em 3D, mas eu quero fazer do jeito antigo mesmo, sem mapa nem nada.

    De qualquer forma, eu vou anunciar com antecedência qual será o sistema da próxima aventura, então fiquem ligados!

    ResponderExcluir
  5. Acho que D&D 4th não rola sem minuatura não, e eu sou 100% a favor do sistema daemon para este esperimento (virtual) então espero que dê certo e estarei dentro.

    ResponderExcluir
  6. Oráculo, eu tenho que concordar com o Widson, D&D4e sem miniaturas acaba com boa parte do jogo. Não que seja impossível, mas a localização exata é um fator importante para a maioria das situações e regras da quarta edição. Embora eu não tenha Trevas/Arkanum (e que vontade eu tenho de ter), conheço o "core" do Daemon através do Supers RPG e o sistema de magias pelo Tagmar Daemon.

    ResponderExcluir
  7. Saudações, Oráculo!

    Acabei de ler o log da aventura e simplesmente adorei! Foi uma pena eu não ter podido jogar até o fim (acho que eu estava com o mesmo azar do Ken, mas no meu caso era pra manter o programa conectado).

    Apesar das várias derrotas da dupla Shotokan, a missão da aventura foi cumprida e todos se divertiram (que é o mais importante).

    Pretendo participar da próxima aventura no dia 29, mesmo que seja D&D 4.0 sem miniaturas; contudo, caso seja Trevas, talvez eu tenha alguns problemas por não conhecer o sistema.

    Bom, é isso, fico por aqui e aguardo ansioso o post da próxima aventura.

    Até lá...

    ResponderExcluir
  8. De fato a ausência de mapas atrapalha um pouco a mecânica do D&D4, mas eu tive algumas ideias que pretendo aplicar para projetos futuros (aguardem), mas como eu disse lá em cima, eu ainda não decidi ao certo, farei isso ainda essa semana.

    Quanto ao fato de conhecer ou não o sistema isso não será problema algum, a minha tarefa é ao mesmo tempo narrar e ensinar o jogo. Além disso, como pretendo manter o padrão de personagens prontos (o que me facilita muito na hora de preparar a história), fica eliminada a maior dificuldade em qualquer sistema que é fazer a ficha.

    ResponderExcluir
  9. Meu curti muito a iniciativa de criar essa sala de One-Shot e curti o pouco que li da aventura.
    estão de parabéns mais uma vez

    ResponderExcluir
  10. rapaz qria mto ter ido mas a net aki pifou ta um problema serio aki mas parabens pela iniciativa oraculo

    ResponderExcluir