sexta-feira, 11 de junho de 2010

[Diário de Campanha] - AD&D by Dragão Banguela

Saudações, meros mortais!

Ontem à noite ocorreu a primeira sessãod e AD&D no RRPG Firecast patrocinada pelo Dragão Banguela, com narração do Oráculo (eu, porra!), conforme combinado na nossa comunidade no Yogurte.

E agora aqui no blog vocês conhecerão todos os detalhes desta jogatina (enquanto o Neverwinter Nights não dá frutos)...

...

O grupo de aventureiros nesta sessão contou com os seguintes personagens:

* Kenay Lythjanp, Halfling Ladrão, jogador Caio;
* Kerec Kingstein, Humano Guerreiro, jogador Adriano.

Poucas rolagens de dados ocorreram durante a sessão. Na verdade, além do combate, só rolamos os fatores aleatórios da ficha de cada um como a infravisão do halfling e a Força Extraordinária do guerreiro (que não ficou tão extraordinária). Além disso só rolaram mesmo as minhas rolagens secretas de Narrador, com o escudo mais eficiente de todos já que eu estou a kilômetros de distância dos jogadores!

Inicialmente eram uns 4 ou 5 jogadores, mas no fim das contas somente eles dois enviaram a ficha para o oraculomail. Pessoalmente eu prefiro narrar para grupos pequenos, por isso achei até melhor, mas ainda assim até 5 jogadores dá pra rolar tranquilo.

A sessão durou pouco menos de 1 hora, mas foi bem produtiva, com os jogadores colaborando bastante com a narrativa.

Abaixo colocarei um resumo da sessão para montar um Diário de Campanha:


Capítulo Um: Caravana para Anauroch

Kenay, um jovem halfling, cujas habilidades foram refinadas por seu treinamento em uma caravana circence onde vivia com seus pais, procurava por seu amigo e mentor Domak, um guerreiro élfico que ensinara-o a combater com arco. Domak era um dos seguranças da caravana que Kenay integrava e desaparecera sobre circunstâncias misteriosas. As investigações de Kenay levaram-no a Dorter, um vilarejo pobre na região noroeste da Terra dos Vales.

Ele ouvira falar de um homem conhecido como Monseh que sabia algo sobre Domak.
Em Dorter havia uma região de má reputação, repleta de bares de quinta categoria onde se poderia conseguir vinho barato e prostitutas da pior categoria.

Em uma delas, Kenay encontrara Monseh, um homem forte, alto, de pele morena e completamente careca. Vestia roupas simples, brancas e trazia presa à cintura uma cimitarra.
Ele estava de passagem pela cidade e em breve partiria com sua comitiva para os desertos de Anauroch.

Dias antes Monseh havia salvo a vida de um jovem em busca de aventuras. Kerec era seu nome e ele abandonara a vida na fazenda de seus pais para seguir a carreira dos grandes guerreiros que ele conhecia das histórias que ouvia durante a infância. Contudo, Kerec tinha mais força física e sonhos na cabeça do que real conhecimento de como aventurar-se e não possuia nenhuma arma de verdade. Em sua jornada acabou sendo emboscado por Gnolls e apesar de lutar bravamente ele estava em desvantagem. Contudo, Monseh intervira e salvar a vida do jovem que acabou aceitando a proposta de unir-se ao mercenário. Uma verdadeira chance de conseguir uma vida de aventuras de verdade.

Na taverna Kenay tentava falar com Monseh, mas este ao ver o pequeno halfling não lhe dera muita atenção. Contudo, ao ouvir o nome Domak, seus nomes brilharam. Ao que parecia, ele e Domak tinham assuntos inacabados e ele na verdade conhecia o último paradeiro do elfo e propusera um trato com Kenay:

Monseh: "Minha caravana partirá em uma missão dificil. Preciso de pessoas que me ajudem em minha viagem."

Kenay: "Entendo..."

Monseh: "Eu trabalho para uma companhia comercial que usa métodos "não muito ortodoxos" se é que me entende..."

Kenay: "Por favor prossiga."

Monseh: "Iremos a uma viagem longa por lugares perigosos e toda ajuda é bem vinda... Se conhecer aventureiros valorosos que possa indicar... Afinal duvido que alguém tão pequeno tenha poder suficiente para me acompanhar!"

Kenay: "Não duvide de minhas capacides. Mas até agora o senhor falou apenas em trabalho, além de saber onde encontrar Domak, posso contar com alguma ajuda financeira?"

Monseh: "Hah, dinheiro não é problema! Esqueceu que eu presto serviços à uma companhia comercial?"

Acertados alguns detalhes adicionais sobre a viagem Kenay conhecera Kerec que bebia em uma mesa próxima e fora apresentado por Monseh. Combinaram então de partir na manhã seguinte.

Encontrariam-se no portão norte da cidade de onde partiriam em missão. Nesse ínterim Kenay voltara ao circo para se despedir de seus pais e passar uma última noite em companhia de seus amigos goblins. Enquanto isso, Kerec aproveitava o vinho barato da taverna e desfrutara de uma noite com uma das raparigas da região, um pouco além do peso (tudo por conta de Monseh).


No dia seguinte o grupo inicia viagem, em uma caravana composta por mais dez homens liderados por Monseh, distribuidos em três carruagens, rumo ao árido deserto de Anauroch.

A viagem seguia tranquila. Tranquila até demais e logo os dias davam lugar às semanas. Até que no décimo sétimo dia, durante o turno de guarda de Kerec o pior acontece. Um grupo de orcs emboscara a caravana, enquanto Kerec tinha seus sentidos minados pelo vinho.
"Sabia que esse vício acabaria me matando um dia!" pensava Kerec enquanto sacava sua arma e gritava para alertar seus companheiros.

Kerec: "Vamos criaturas malditas, tirem-me deste marasmo! Hoje me banharei no sangue de vocês!"
Com essa bravata Kerec desferira seu primeiro golpe com a espada longa que ganhara de Monseh. Sua força era de fato impressionante e ele rasgara o peito do monstro.

Enquanto isso, Kenay despertava procurando seu arco e aljava de flechas. Como ele usava uma armadura de couro ele se dava ao luxo de dormir com ela o que evitava-o de ficar desprotegido em momentos como este. Kenay conseguira distinguir as formas de dez critaturas cercando a caravana e começara a disparar.

Monseh levantava-se furioso atacando com sua cimitarra, enquanto seus homens, a maioria mercadores sem habilidades de combate defendiam-se como podiam.
Como orcs são covardes eles procuravam atacar os mercadores, sem grandes habilidades de combate e Kerec não conseguira evitar a morte de um deles, mas vingara-o perfurando as tripas do assassino.

Quando mais da metade dos bandidos fora derrotada pelo grupo os restantes fugiram em disparada, desaparecendo nas trevas. Kerec desferia mais bravatas ao ver os inimigos fugirem: "Isso! Vão correndo chamar pela mamãe-orc! Seus fedorentos!", mas sua animação fora interrompida por Monseh:

Monseh: "Você estava de guarda, novato! E agora Demetrius está morto!"


Kenay: "Acalme-se Monseh!"

Kerec: "Mesmo sabendo que nada irá aplacara sua ira, peço-lhe desculpas. Se eu repetir esse erro, você mesmo pode me matar."

Monseh: "Todos aqui sabem que a morte é uma consequência e um risco desse tipo de trabalho. Inclusive Demetrius. Mas se você tivesse prestado mais atenção durante seu turno de guarda poderíamos ter nos defendido com mais eficácia."


Kerec: "Eu sei... o vinho cegou meus reflexos."

Kenay: "Foi uma emboscada. Há tempos estamos nesse marasmo, eles estavam esperando a hora certa. Talvez estivessem há mais tempo atrás de nós."

Monseh: Certo. Daremos um funeral digno para Demetrius e partiremos pel manhã."

Com um misto de derrota e vitória os jovens aventureiros acabaram não conseguindo dormir. Mais riscos os aguardam em sua jornada, mas isto só será conhecido futuramente...

14 comentários:

  1. Bom saber que o RRPG funciona bem. Estou juntando os membros de um antigo grupo meu pra uma jogatina online (já que pessoalmente não temos tido sucesso) mas estava meio incerto quanto ao programa.

    Quando puderem, passem no meu blog. Tô upando algumas coisas interessantes lá.

    http://oclerigo.blogspot.com/

    Parabéns e sucesso ao Dragão banguela!

    ResponderExcluir
  2. vida longa ao veneravel dragao banguela a sessao foi realmente mto boa esperamos por mais jogadores (ao contrario do oraculo eu curto grupos grandes)
    e apesar de resignados com a morte de um companheiro de viagem seguimos firmes e fortes rumo a mais aventuras

    aki falou kerec aquele por quem as moças suspiram

    ResponderExcluir
  3. Finalmente,
    estava ansioso pela 1ª postagem do diario...
    Alem de grande narrador, oraculo se mostra um bom escritor hehe
    bom, apesar de achar seções com grupos grandes confusas e longas, espero que mais jogadores unam-se ao grupo!

    "Se outro grupo de orcs nos pegar desprevinido não quero nem imaginar as consequencias, quase fui pego por uma investida que me deixou bastante preocupado."

    Kenay lythjanp (pronuncia-se Laithjanp derivado de Light Jump uma pequena referencia a pulo leve ou suave como um acrobata ou nada disso se meu ingles tiver piorado), o halfling ladino.

    ResponderExcluir
  4. Aguardem, que nas minhas férias me juntarei ao grupo!

    =D

    Muito boa a iniciativa!

    ResponderExcluir
  5. @Barcellinux: Eu também tinha dúvidas quanto à funcionalidade do RRPG, já que antes eu usava o iRPG (que está desativado). Na verdade o programa se mostrou melhor do que esperava e tem algumas funcionalidades que ainda não tive tempo de aprender melhor, mas o programa é muito bom!

    @adrianocln: O problema dos grupos grandes é dar a devida atenção a todos. Sempre tem alguém que acaba ficando deslocado e no fim das contas não se diverte como os demais. Com um grupo pequeno eu consigo narrar mais eficientemente, mas isso é questão de experiência do Narrador, creio eu.

    @Caio: Na verdade eu vivo escrevendo contos =D
    O meu blog pessoal, o Dimensão X [http://dimensaoxis.blogspot.com] está repleto deles.

    Eu editei algumas falas pra evitar as abreviações típicas da internet, mas o texto em sua essência está conforme foi jogado pelo grupo.

    E aguradem pois novas sessões ocorrerão, então fiquem sempre ligados na comunidade do DB no orkut, que pode ser acessada clicando no link da barra lateral.

    ResponderExcluir
  6. ladrão da quebrada12 de junho de 2010 13:38

    ah, queria ter participado, droga!

    eh que eu nao tenho yorgute...

    damn!

    ResponderExcluir
  7. Fala galera do Dragão Banguela! Coloquei um link para este post lá no meu blog. Dêem uma passada lá e comentem.

    http://oclerigo.blogspot.com/2010/06/noticias-evrpg.html

    ResponderExcluir
  8. Oraculo tem como só assistir?
    to muito enferrujado no AD&D (não jogo a mais de 6 anos), mas tava a fim ser um expectador.

    ps¹: ontem eu havia instalado o programa para jogar com uns amigos. e qual não foi minha surpresa hoje pela manha eu ler este post

    ps²: ele trava como o IRPG? pq ele costumava travar devido ao numero de jogadores e de texto.

    ps³: aqueles que não conhecem o programa, eu achei um tutorialzinho breve e muito bom: http://defensores.inominattus.com/2010/04/02/rpg-narrativo-online-%E2%80%93-ferramentas/

    ResponderExcluir
  9. Eu não sei se tem alguma função pra entrar só como espectador, mas qualquer coisa é só vc logar no horário do jogo e ficar assistindo.

    O programa não travou nenhuma vez durante o jogo, nem quando a quantidde de texto ficou grande. Jogamos mais ou menos por uma hora e no fim da sessão ainda batemos um mini-chat entra nós três para comentarmos a sessão.

    O que me deixou mais orgulhoso nessa jogatina é que conseguimos fazer algo bem interpretativo, mesmo sendo tudo digitado, provando que até sessões de jogo mais casuais podem ter roleplay.

    E quem ficou de fora não se preocupe, pois eu pretendo montar outros grupos mais pra frente =D

    ResponderExcluir
  10. Ah, e eu esqueci de avisar, mas esse jogatina tem um outro objetivo, que é eu testar a minha tradução de um módulo de D&D =D

    ResponderExcluir
  11. 4Shared do Cassaro:
    http://www.4shared.com/dir/13233212/9178faa4/sharing.html

    ResponderExcluir
  12. Oraculo, divulga por aqui tambem cara! Eu, assim como o Ladrão da quebrada, não tenho orkut! Quais dias, regras, essas coisas. Qualquer coisa, se a disponibilidade permitir, poderei jogar com vocês! Abraços!

    ResponderExcluir
  13. Nossa muito bom o RRPG Firecast, vou adotar como oficial hauahau, nem conhecia, pow quando tiver outra campanha D&D avisa antes neh,
    abraço

    ResponderExcluir
  14. Atendendo a pedidos fiz uma postagem especial aqui no blog, sobre as mesas de AD&D!

    ResponderExcluir