terça-feira, 26 de janeiro de 2010

Downloads: Raças do Livro do Jogador - Draconatos (D&D 4ª Edição)


Salve salve malditos!

Bem bem, com esse post aqui, pode ser que eu faça a alegria de uns e seja apedrejado por outros, mas mesmo assim, como achei a iniciativa interessante vou postar aqui...

... É o seguinte macacada, um carinha chamado Thiago (mais um) resolveu tirar o rabo da poltrona e soltar um suplemento traduzido da 4ª Edição do Dungeons & Dragons para nós jogadores. O cara merece uma salva de palmas! Não sei se foi ele quem fez tudo sozinho, pois não há qualquer tipo de crédito no material, mas se foi em grupo ou sozinho, parabéns a(os) envolvido(s). Qualquer coisa, vamos ver se alguém aparece para explicar.

Recentemente estávamos debatendo em um post sobre as dificuldades em achar gente disposta a traduzir materiais de D&D, bom, pelo que eu ando lendo em fóruns e afins, a 4ª Edição possui bastante gente empenhada em traduzir materiais, falta apenas tirarmos os tradutores de AD&D do formol e botar para quebrar.

Bom, sobre o livro, o título do mesmo é Raças do Livro do Jogador: Draconatos. O material em questão aborda sobre a nova raça chamada Draconatos (ou Dragonborn) que deram as caras como raças jogáveis na 4ª Edição do sistema Dungeons & Dragons. É um ótimo material para referências, e a bagaça está toda em português.
Catei este livro na comunidade D&D 4th - D&D 4ª Edição, façam bom proveito!

4shared

Raças do Livro do Jogador: Draconatos (D&D 4ª Edição)

Nos vemos no próximo post macacada!

36 comentários:

  1. Um livro sobre os repteis de mamas ^^.. interessante.

    ResponderExcluir
  2. Não tenho certeza, mas esses Draconatos são os mesmos ou tem alguma semelhança com os Dragonianos de Dragonlance?
    Se for uma pergunta cretina, ignorem! =D

    ResponderExcluir
  3. Eu acredito que sejam bem diferentes dos Dragonianos pelo fato dos dragonianos terem sido fruto de uma experiência com ovos de dragão.

    Além disso, creio que teria algum problema já que os Dragonianos são de Krynn, e como Lord Soth já descobriu, o que é de Krynn fica lá!

    Repteis de mamas? Isso me lembra das discussões na antiga Dragão Brasil do porque das metalianas e das dragoas-caçadoras terem seios...

    ResponderExcluir
  4. É verdade, e tem outra, os Dragonianos ao "morrerem" sempre preparam uma surpresa desagradável a quem os matou (como se explodir, danificar a arma, petrificar, etc). Esses Dragonborn acho que não tem essas falcatruas... ou será que tem?

    ResponderExcluir
  5. Até onde eu li não tem disso, mas isso não seria nada em um jogo onde os personagens se curam "do nada"!

    ResponderExcluir
  6. Hhahaa, o Oráculo e seus comentários ácidos sobre a 4ª Edição. É mais fácil Porcos criarem asas do que ver o Oráculo jogando a 4ª Edição. hhehehe

    ResponderExcluir
  7. Dessa vez nem considero um comentário ácido, afinal mesmo fãs fervorosos da nova edição concordam que os pulsos de cura são ilógicos!

    É claro que se eu estivesse jogando eu iria me beneficiar deles, afinal tudo é válido para escapar dos perigos vindos da mente insana dos narradores de RPG, mas eu não consigo encontrar uma explicação lógica pra isso, ainda mais em um jogo em que já temos heróis com altos pontos de vida; clérigos com magias de cura e as sempre presentes poções de cura.

    Mas pra falar a verdade eu nem me importo muito com o sistema (afinal sou fã de AD&D, que possui incontáveis falhas e paradoxos) e sim com a história e o roleplay, por isso, existe uma chance de eu de fato jogar na 4ª edição. Pequena, mas existe!

    ResponderExcluir
  8. Existi alguma coisa que a Wizards não faça para sugar dinheiro dos RPGistas.
    Acho que daqui uns achos até os capitulos dos livros sairam em edições. livro do jogador 1,2,3,4,5,6.....
    Será que o Elminster Aumar, não vê isso...

    ResponderExcluir
  9. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  10. Dragonatos, dragonianos...tanto faz porque na mesa de jogo os jogadores geração anime estão interessados nos bonus nos poderes e vantagens do personagem, background...pra que? personagens esféricos nada é só matar e pilhar. e esse 4°Ed. é para agradar tal público, Mas pelo menos a arte é legal

    ResponderExcluir
  11. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  12. meu velho uma mão na roda este suplemento

    ResponderExcluir
  13. ao menos os 5 fãs da 4ª ediçao vão gostar

    ResponderExcluir
  14. Acredito que é mais a versão MMORPG, depois dos jogos massivos online, podem essperar, daqui uns dias sai a raça Tarask para jogar.

    ResponderExcluir
  15. Eu acho o maximo o /mimimi das viuvinhas da 3E. "5 jogadores de 4E", "dragonborn com seios", "personagens matar e pilhar", "personagens que se curam do nada","a wizards suga dinheiro" enquanto glorificam um sistema que o mago "esquece" as magias e tem que estudar de manha pra lembrar elas, que o apos o 13o nivel o mago estraga os jogos, que não tem sistema coeso de dar XP, e que nao existe regra para dar exp por representação, so por matar monstro (ou "vencer desafios" hehehe) e que tem mais de 30 livros lançados cheio de "combos" e "classes de prestigio" feitas para fazer uma salada basica e aumentar a roubalheira nos jogos.

    Eu jogo 3E, 4E, Gurps, Shadowrun, Castle Falkenstein, 3d&t, e CoC, e acho que voces deveriam estar se preocupando com os jogos de voces em vez de atacar gratuitamente o 4E, sem sequer lerem o livro ou jogado de "mente aberta". Provavelmente sao os mesmos que "não jogam GURPS pq tem regra para cavar buraco"

    ResponderExcluir
  16. Jogo RPG há mais de 10 anos e essas discussões sobre sistemas ainda permeiam o jogo... very well... RPG é um jogo sobre criar histórias e não sobre rolar dado, mover miniaturas, etc. Para criar histórias as regrassão praticamente irrelevantes e só servem para evitar o caos e a discussão entre os jogadores. Então, no fim das contas, não importa o sistema, contanto que todos se divirtam e criem boas histórias.

    Mas algumas frases que você frisou realmente valem a pena serem discutidas:

    ""Dragon born com seios" - Se formos encarar pelo lado da biologia isso seria improvável, já que não são mamíferos, mas em se tratando de um jogo de fantasia é claro que isso foi falado em tom de ironia. Ou alguém já viu um cubo gelatinoso por aí?

    "personagens matar/pilhar" - Isso existe desde a 1ª edição. Não são os personagens que são assim e sim os jogadores, então podem lançar a 20ª edição e isso não mudará.

    "personagens que se curam do nada" - eu já li o livro do jogador, mas não encontrei uma explicação lógica pros pulsos de cura. Se alguém puder me explicar, ficarei grato.

    "a wizards suga dinheiro" - A Wizards nunca faria isso! Isso só pode ser coisa da Hasbro! De qualquer forma isso não deixa de ser verdade, já que pouquíssimo tempo depois da edição 3,0 eles lançaram uma 3,5.

    ResponderExcluir
  17. A maior sacanagem RPGistica. 3.5 foi um tiro na cueca. Quando o povo tava se acostumando com o 3.0 eles fazem isso. Mas o pior da 4E, não são as regras mas grotescas de todas as ediçoes, e sim, o fato de cancelarem a 3.5 edição para forçarem a compra da 4E. Pq nao deixou as duas? pq sabia que ninguem comprava? Não jogo 4E nem a pau! Jogo Tormenta RPG, mas não jogo 4E.

    ResponderExcluir
  18. Caras jogo Rpg á 15 anos e não tenho nada contra os sistemas, mas como todo narrador gosto de aparar umas arestas para obter um jogo mais fluente e dinâmico prezando mais o roleplay, e se vc for fazer isso no 4°Ed e ainda mais se a mesa gosta de lowfantasy é melhor jogar com outro sistema pq não vai ser uma aparadinha vai ser um corte total.

    ResponderExcluir
  19. Gostei das respostas Oraculo, ganhou meu respeito.

    Os pulsos de cura são uma medida irreal de "quanto eu aguento me curar sem forçar a barra e encher o saco do mestre lutando todo o dia, com 20 varinhas de cura total", é um sistema para trancar o numero maximo de curas por dia. Completamente irreal , muitas vezes sem fundamento nenhum, mas serve para o proposito. Eu vou testar um dia desses uma sessão SEM pulsos de cura por dia, deixando a vontade, so pra ver o que acontece.

    O "Second wind" é uma regra copicolada do 3D&t e outros sistemas de anime "Eu descanso 6 segundos, invoco o poder da tia gertrudes e recupero minha vida". Todo mundo ja viu isso em algum lugar. O povo so estranhou isso em D&D. Mas funciona ate porque a ideia de PV é os "Pontos Heroicos - ou fator conan" é a força de luta e não os ferimentos em si.

    Em relação a isso, ou li acho que foi no Yorkut, uma discussao sobre isso, e a ideia fechou no fato que Pulsos de Cura/Dia é os "PVS" do char e o hp é a "vida heroica" assim, quando acabem os Healing surges é que o char ta ferrado, moido e ferido mesmo. Eu achei a ideia a mais interessante ate agora.

    A Wizkids ta aqui para ganhar dinheiro, assim como qualquer outra empresa, ou alguem vai me dizer que a Jambo esta nessa pela diversão. As empresas querem dinheiiiiro. e isso é normal.

    ResponderExcluir
  20. Pensando bem, diria que comparar 3E com 4E é o mesmo que comparar com 3D&T. Resumi-se a questão de gosto. 3E e 4E não podem ser comparados.

    ResponderExcluir
  21. Chikagothenumberofthebeast,

    a sua explicação sobre os Pulsos de Cura foi a mais plausível que já ouvi, mas me diga, você já não acha que os heróis tem pontos de vida o suficiente para demonstrarem o seu lado heróico? Quer dizer, estamos falando de um sistema onde podemos alcançar pontos de vida da ordem de centenas!

    Em 3D&T isso existe através da energia extra, mas a quantidade de pontos de vida é muito menor, enaquanto certas combinações podem causar bastante dano.

    Na verdade esse excesso de vantagens sobre os pontos de vida podem deixar as coisas até confortáveis demais para os jogadores, já que heroísmo mesmo envolve risco de vida.

    E é claro que a Wizards/Hasbro publica RPGs por dinheiro, a minha única bronca é o fato de que eles lançam novas edições muito pouco tempo depois da outra, tornando uma fortuna em livros obsoleta. Seria muito mais honesto que eles publicassem materiais de expansão para os jogos vigentes, sem ter de nos obrigar a comprar mais uma leva de livros.

    ResponderExcluir
  22. Atur - acho que vc esta se confundindo com a 3Ed., meu caro. Deixa de ser preconceituoso e tenta jogar a 4Ed., antes de ficar falando o que nao sabe, afinal, na 4Ed. as coisas estao MUITO mais equilibradas, ao contrario da 3/3.5Ed., que era um festival de combos overpowers (com 389 trilhoes de suplementos com CdP e feats etc). Inclusive as regras sao bem simples, deixando bastante espaco para o role play e, alem disso, ainda existem boas regras alternativas (acredito que no Players Handbook 2, mas nao lembro se eh nesse mesmo) para mundos low-fantasy. A campanha atual da qual estou participando, tem personagens desenvolvidos com excelentes backgrouns e personalidades. Volto a dizer, quem faz o roleplay nao sao as regras, mas sim O GRUPO.

    Bruno Carvalho - Excelente exemplo de jogador da 3Ed. que vc esta dando heim! Ainda por cima, joga Tormenta. Sem mais comentarios.

    Oraculo - Concordo contigo, cumpadre: O importante eh se divertir. Sobre os pulsos de cura, li em algum lugar que, no modo como foi concebido, eh para ser interpretado como uma "retomada de folego", alguns poucos minutos nos quais o personagem descansa os musculos e retoma a coragem ou vontade para seguir em frente. Enfim, em minha opiniao, existe o componente fisico, porem, muito mais forte, esta a questao psicologica, a forca de vontade para se erguer e continuar batalhando, seguir em frente e realizar feitos heroicos. Sabendo dos efeitos psicologicos em nossa fisiologia, acho os healing surges perfeitamente plausiveis.

    ResponderExcluir
  23. Só estou esperando sair a reimpressão do Livro do Jogador da 4ª Edição, com as erratas e tal, para comprar a bagaça. Ainda não li nem o pdf do livro =) , prefiro esperar e colocar as minhas mãos magras no material e tirar minhas conclusões.

    ResponderExcluir
  24. Olá galera...Estava dando uma olhada nos comentários acima e achei todos pertinentes,cada um em seu ponto de vista é claro.Creio que eu seja o mais novo aki,em se tratando de anos de RPG.
    Jogo há seis anos,comecei jogando ARKANUM,logo conheci o D&D e hj é o jogo q tenho mais me impulsiona a seguir no RPG.Joguei o tal de TORMENTA(afff q tormenta de jogo.'minha opnião'),Vampiro A Máscara(pena q o mestre n sabia mestrar direito)...Conheci alguns sistemas e regras diferentes assim como vcs.
    Efim...De tudo oq joguei,D&D é oq+me divertiu,me tirando dias e madrugadas inteiras(praticamente um vício).No começo jogavamos apenas com um xeroz do JOGADOR da versão 3.0 e um dado de cada,nos divertiamos pacas(um grupo de 8 tirando o mestre).Observei 3 anos,antes de começar a narrar,olhava a falha dos mestre,enqnto eles se justificavam com os erros e incoerências (que são diversos)do livros.Não tinhamos miniaturas,então desenhavamos bastante e interpretavamos com coração,haviamos entendido a essência do jogo.
    Aos poucos conseguimos mais materiais,livro do Mestre,Monstro,+dados,Dinvidades...Pecado MORTAL,pois se apegaram mais ás regras,cada um para benefício própio,um livro o ajudava,enqnto outro condenava a sua ação,ignoravam o óbivio.Aos poucos Mestre queria matar jogadores,jogadores queriam desviar de aventuras,uma briga pessoal.
    Ou seja,os livros para mim são bases,todos sabem como mestro,refazemos algumas cenas no mundo real(interpretamos)e se for contraditório ao livro,que se "dane",aplico oq acho q devo aplicar para que o jogo flua melhor.Já que sou o Mestre,não dexo os Livros e suas regras ditarem e manipular a mim ou meus jogadores e sim Eu manipulo os Livros e proporciono diversão ao grupo.
    Sempre que posso,compro ou baixo as novas versões e suplementos,alguns estão fora da realidade com suas regras estúpidas,mas nada que o dedo do Mestre não corrija,afinal o intuito do jogo é diversão,seja em qual sistema for e não são os livros que mudam isso e sim os jogadores e mestres,que perderam o verdadeiro espírito do RPG,dexando-se cegarem com regras...
    Usem só as imagens do livro então,usem aquilo que acharem necessário ;)

    OBS:Que o verdadeiro ESPÍRITO do RPG passado esteja com VCS.

    ResponderExcluir
  25. Mator- Não estou sendo precoceituoso, li os livros conheço as regras, mas não gostei, mesmo o 3°Ed. que joguei por muito tempo não me agrada mais, investi tempo em desenvolver um sistema próprio porque fiquei de saco cheio das loucuras da wizards e do monopólio da Devir, não estou aqui só para criticar o 4°Ed. ou qualquer outro sistema, pois todos tem seus méritos, entenda que é só uma opinião e não um decreto.

    ResponderExcluir
  26. Opa, sistema proprio, Arthur?
    Passa pra nos? Eu gosto de ler sobre sistemas Indie.
    Eu estou criando um sistema para jogar Rpg de Final Fantasy Tactics em um cenario Anime-Escola-de Final Fantasy, lol. tu pode ver o sistema no link do meu nome (chikago666.blogspot.com)

    ResponderExcluir
  27. chikago666-Legal cara parece ser bem interessante, eu não tenho blog ou coisa parecida e meu sistema está só no meu PC e só jogo ele com meus amigos (raramente, sabe como é trabalho faculdade etc..), mas se vc quiser posso lhe passar algumas coisas por e-mail.

    ResponderExcluir
  28. Pow, biró, se você quiser que a gente publique seu sistema é só mandar pra cá que a gente publica. :D

    ResponderExcluir
  29. Oráculo- Seria uma grande honra. Eu sou um cara muito perfeccionista e não vou querer publicar o material que tenho escrito pq ainda pretendo aperfeiçoar e escrever muito mais, mas assim que tudo estiver em seus conformes eu informo vc. O sistema está dando muito trabalho pq é genérico e a parte das magias nem foi testada ainda.
    Agradeço seu interesse e ofereço congratulações a vc e todos os Rpgistas que contribuem para o blog dragão banguela que é exelente.

    ResponderExcluir
  30. Perfeito! Ficamos no aguardo, mas se você quiser mandar a sua versão preliminar antes de publicarmos, só a propósito de análise, também sera uma grande honra.

    Basta pensar nas grandes editoras, até que se lance algum jogo eles testam diversas versões preliminares e vão esmerilhando o material até ficar pronto para ser publicado.

    ResponderExcluir
  31. Oráculo-Aproveitando sua atenção gostaria de saber se existe alguem interessado em traduzir uma adaptação de Fallout para Gurps ou se poderia ser disponibilizado no blog mesmo em inglês para quem gosta do cenário, pois o livro possui boa qualidade.

    ResponderExcluir
  32. Bem, sou protetor do 3.X, sistemas própios são dificeis de encontrar e muitos deles são parabenizados, até porque isso prova o qual os jogadores gostam de RPG e apoio em numero e grau, pegando carona em traduções gostaria que a galera me ajudasse nas traduções dos livros de forgotten realms que consegui, já que a devir não vai mais dar suporte, temos que nós virar.

    ResponderExcluir
  33. Eu já estou com um projeto de tradução em andamento, portanto, por enquanto não me envolverei em nenhum outro, mas assim que eu acabar posso me dedicar a outros projetos do tipo.

    ResponderExcluir
  34. link morreu, negada!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  35. Cara, o link tá funcionando perfeitamente. Teste em outro navegador se der erro novamente.

    Abraços.

    ResponderExcluir